Difícil aceitar, sobre nós, algo que não gostamos nos outros também. Enxergar defeitos, exageros, preconceitos em nós mesmos é um exercício e tanto.

Talvez seja necessário esse encontro entre o eu, que imagino ser, com o eu, que sou realmente.

E mais, ter que entender que, a única alternativa possível é, após aceitarmos que tudo bem, não sou assim tão maravilhosa é,  em seguida, modificar o comportamento, o sentimento que nos distancia desse ideal.

Ontem, “me peguei” com ciúmes, ou inveja, difícil até dar o nome ao sentimento ruim…. de uma oradora. Pensava, hum…. sei…tá bom….. enquanto que, na verdade, o correto é incrível, apesar de lhe achar antipática, entre outros adjetivos, o certo é que,  você sabe falar bem, sabe incluir as informações que lastreiam seu discurso, incentivar os que a ouvem, e encerrar com a sensação de que não nos cansou, só nos distraiu.

Exercício de humildade já.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s