A carteirinha do SESC

Minha história com o SESC de Santos é antiga. Passava por ele, ida e volta, todos os dias. Não podia frequentar, mas ia  ao teatro, com meu pai, ou o levava nas saídas dos passeios e viagens que ele fez por lá. Uma ou outra exposição, quando Maria Emília estava aqui, ela que sempre foi super antenada com a programação das unidades do SESC/SP.

Até que o Mauro, como professor da faculdade Santa Cecília, pôde se inscrever e, de quebra, nós, os pais dele, nos tornamos seus dependentes nesse paraíso. Consegui, por meio de carta ao Gerente Regional, que o Alexandre e o Marcel também pudessem se inscrever como usuários comuns e assim, todos poderiam frequentar a unidade.

Ainda levei um tempinho para frequentar, realmente, a piscina, que é o que mais me atraía. Aqui também, tem um até… até que vi a Margarida, pulando nela. (86 anos de pura disposição)

E de lá pra cá, sempre dou uma passadinha. Quase que diária. Para ler, para nadar, para fazer academia, para hidroginástica, para aulas abertas de alongamento, tai chi, oficinas, teatro, música, orquestras, apresentações, teatro infantil, brinquedoteca com os netos, enfim… tudo o que posso e consigo fazer.

Quando o Mauro foi trabalhar na Santa Casa e nós continuamos seus dependentes, até que esta entidade foi excluída  por não contribuir com o devido. Os trabalhadores da Santa Casa, puderam renovar com o SESC, na categoria MIX, mas os ascendentes não mais puderam se incluídos como dependentes. Então, passei para a categoria usuário, até outubro de 2014.

O SESC, há uns dois anos, numa nova organização, extinguiu a categoria usuário. O termo final para cada associado é  a data da validade da carteira. Venceu, bye bye…

Menus anjos da guarda, Afrânio e Rafael, salva-vidas que fazem a segurança da piscina, me alertaram sobre isso e eu me mantive inscrita na natação, para poder ao menos, usar a piscina. 

Então, em julho do ano passado, eu escrevi ao SESC:

Mensagem original encaminhada 22/07/2014

Frequento o SESC Santos há 15 anos. Primeiro como dependente do meu filho, quando funcionário da Santa Casa e depois, quando houve a quebra do contrato, como usuária comum. Soube que somente continuarão podendo usufruir do SESC, os comerciários. Isso procede? Quem poderá ainda frenquentar as unidades? Porque esse corte? Estou desolada. Vera Helena

E recebi esta resposta aqui:
29/07/2014
Prezada Vera

O Sesc São Paulo agradece seu contato.

As unidades do SESC (Serviço Social do Comércio) no estado de São Paulo estão abertas a toda comunidade, com acesso livre e gratuito.

Tendo como público prioritário o trabalhador no comércio de bens e serviços, o SESC considera que todo o cidadão é bem-vindo, podendo usufruir de inúmeros espaços e diversas atividades como: exposições, biblioteca, internet, programações artísticas, áreas de recreação e convivência.

Para melhor atender à crescente demanda, buscamos uma nova organização para facilitar o ingresso do público em geral nos programas e atividades que apresentam capacidade limitada.

Nesse sentido, todos os usuários já inscritos que frequentam atualmente os cursos físicos esportivos e de desenvolvimento artístico, tais como: ginástica, natação, música e outros, continuarão sendo atendidos.

A participação de novos interessados nos programas e atividades se dará mediante prévia inscrição e disponibilidade de vagas, observando o atendimento do público prioritário.

Esses esclarecimentos reiteram o firme propósito da nossa missão institucional que é proporcionar o bem-estar social e a qualidade de vida de todos aqueles que frequentam as nossas unidades.

Estamos à disposição para mais esclarecimentos.

Atenciosamente,

Sesc Santos

Passei o ultimo final de semana de outubro, dentro da piscina, porque, durante feriados e finais de semana eu não poderia mais entrar.

Bom,  pude fazer uma carteirinha, com a restrição  Central de Atividades e, eles me informaram que se eu quisesse poderia usar o balneário de terça a sexta, por conta desta natação, pagando mensalidade. Obviamente que fiz a inscrição e saí menos mal….Não fiquei sem a piscina. O perigo do suicídio, passou…rs

Então, de repente, domingo passado, dia 12/07,  Marcel me questiona se ele pode se inscrever, já que há pouco tempo modificou sua condição de trabalho no escritório e, optou por ser registrado. E, lá vou eu, na terça-feira, com a missão dada. Missão dada, missão cumprida. Kátia me diz que sim, incluindo euzinha como dependente de novo….

Não sosseguei até o Marcel chegar e eu sair com esse presente aqui: CREDENCIAL PLENA. O perigo do suicídio já havia passado e agora, o perigo de sequestrar alguém para ficar com a credencial também acabou…rs
  
E hoje, com esse sol maravilhoso aí fora, fui pra piscina. Tranquila, linda, vazia, temperatura agradável, enfim…. feicidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s