A toalhinha para refeições

O início: https://verahl.wordpress.com/2015/10/07/oficina-de-estamparia-contemporanea-estencil-ultima-parte-com-marilucia-guilen/

IMG_3873
Tecido pintado. Forro, linho. Meio, manta R1.

A sequência aqui: Tinha o material em casa. Forro, linho. Viés de algodão, comprado pronto. Justa

IMG_3841-0

IMG_3843
Quilt livre à máquina.
IMG_3845-0
Colocação do Viés.
IMG_3878-0
Detalhe do zig zag para acabamento.
IMG_3881-0
Arremate invisível do viés, feito à mão.
IMG_3869
Parte de trás.
IMG_3868
Terminado. Já tem destino certo. Segredo….
Anúncios

Bolsa pronta – da estampagem à confecção.

A proposta foi estampar o tecido (algodão cru), depois de preparado, lavado, tirada toda a goma, sem qualquer adição de amanciante  etc e pintá-lo com os carimbos esculpidos em legumes. A escolha da maioria, foi a batata.

Estampado o tecido, dividido para os alunos, fiz a bolsa utilizando as técnicas de patchwork, como quilt de máquina, forração, colocação de mosquetão e fechos imantados.

Alças prontas. Reforço em cruz.

IMG_3589 IMG_3597 IMG_3601-0

  
  
  

bolsa terminada2 DSC03610 bolsa terminada1

bolsa pronta bolsa pronta1

Novo arranjo.

Projetos. Acho que tenho uns mil perambulando na minha cabeça, e a prioridade é aquele que der certo primeiro…

Tenho caixinhas com tsurus de todos os tamanhos, guardadas.

caixinha

E, vontade de fazer arranjos com eles. Sempre. O psicólogo teria vasto material para analisar, se eu quisesse ser analisada….

Como tenho tendência a não jogar nada fora e sou bagunceira nata também, é um grande risco andar por aí, vendo tanta possibilidade…. De folhas de palmeira a galhos, de papéis à caixas de embalagem, tudo é probabilidade….

Esta semana, depois da missa das 7h00, eu já havia observado vários arranjos florais que dali a pouco iriam pro lixo…. e, para meu sofrimento, presenciei o Frei Eduardo desmanchando e jogando fora, enquanto rezávamos o terço.

Eu havia tirado foto de Nossa Senhora um pouco antes e quando acabamos de rezar faltava somente tirarem o galho que estava atrás dessa imagem . Pensei, ele é meu.

Nossa Senhora

Pedi para o Frei Eduardo que gentilmente me deu. Trouxe pra casa e hoje, e montei este arranjo:

Arranjo

A base de cerâmica, foi presente da Neuza, corretora da Portoseguro, Nova Vitória, numa oficina  de Ikebana. A agÊncia nos brindou com uma oficina de arranjos, na primeira comemoração do dia internacional da mulher quando eu fui nomeada coordenadora da Comissão de Mulher Advogada de Santos. Estava lá, vazia.

E aqui está a minha obra prima.

Arranjo1

Se Pigmaleão disse para a sua estátua: –Parla!

Eu digo para meus tsurus: –“Voem”!

Arranjo2 arranjo4

Aqui a história de Pigmaleão: http://eventosmitologiagrega.blogspot.com.br/2011/07/pigmaleao-e-profecia-auto-realizavel.html

Terminando projetos

Quem faz artesanato vive querendo fazer TUDO o que vê pela frente e acaba tendo projetos encavalados…. No ano fiz uma oficina de pintura com a Marilúcia Guilen, no SESC Santos. http://www.mariluciaguilen.com.br Um dos trabalhos de pintura ficaram esperando a inspiração para ser aplicado, utilizado. O “molde” foi uma das folhas que trouxe da Espanha, porque, como diria Rosinha, eu não sou fraca não… Tudo bem, tem por aqui também, mas a minha era de lá….trouxe de todos os tamanhos e cores. Esta semana vi uma clutch desta artesã aqui: http://www.iheartstitching.com/simple-patchwork-clutch-tutorial/ Então me animei a fazer uma pra mim. Amei. Acrescentei um bolso interno. O zíper contrastante, era o que eu tinha em casa. Não tinha cabimento comprar outro.

2015/02/img_2118.jpg

2015/02/img_2119.jpg

2015/02/img_2117.jpg

2015/02/img_2121.jpg

Como posso focar?

Sentada aqui, no computador do quarto, olho em volta e não sei por onde começar. O certo, seria parar aqui e dar um jeito, uma solução.

Levantando os olhos, vejo um quadrinho de rosas em origami que preciso dar o destaque devido. Uma pintura em acrílico e  uma outra  desconstrução que também preciso pendurar.

Um envelope que fiz para embrulhar um presente que foi entregue em outra embalagem. Ele é grande e faz volume.

Olho pra esquerda e dou de cara com meu violão, no seu pedestal, de onde eu posso tirar e tocar sem me levantar daqui. O apoio para o pé, está ao alcance. Do pé.

Um pouco mais à esquerda, minha bagunça deste mês. Duas caixas organizadoras, grandes, com os novos brinquedinhos, que é como Magno chama meus acessórios para artesanato.

Daniele veio dos EUA e me trouxe as encomendas escolhidas a dedo. Incluíndo, dedais.

Tem placas para fazer texturas, e eu comprei então duas caixas de lápis de cor e cera, para incentivar os nenês.

Tem régua flexível, e ferrinho de passar as costurinhas de patchwork. (Não posso esquecer que é 110V e aqui, 220V)

Melhor deixar bem longe do alcance do Marcel, filho craque em queimar aparelhos de voltagem diferente da de casa….

Os acessórios precisam ser testados. Porisso, à essas caixas, estão duas outras, com papéis cortados e recortados para ver como fica. Tem corações de um milímetro.

Ah! Tem as petições para arquivar. Mas, falta concentração.

Então, decidi por onde começar, agora. Vou dormir mais cedo, porque amanhã é domingo, missa e piscina o foco escolhido.

Produção de hoje -Panos de prato para o Natal

Todo mundo que faz artesanato, acaba querendo fazer tudo o que vê…

aí, tem mil projetos na cabeça e uns outros tantos, nas gavetas.

Esses panos de prato estão parados desde o ano passado. Pintei com telas de serigrafia que fiz há 26 anos…

as telas estão impecáveis, fáceis de utilizar.

hoje cortei e alinhavei os barrados.

Cortei uns círculos para fazer fuxicos para aplicá-los também.

Depois posto terminados.